Image Hosted by ImageShack.us

Saturday, December 31, 2005

Thursday, December 29, 2005

Sonhar!


A noite está calma e serena
La fora reina o silêncio
E aqui quanta paz...

Sonho...

E como é bom sonhar...
Em pensamentos posso voar
E nas asas do sonho
Posso viajar...

Assim vou a qualquer lugar
A correr, vou beijar as estrelas
Dou um salto e estou na lua
Num instante estou na rua
Também à beira mar

O meu amor vou visitar
Com o coração a palpitar
Quero matar a saudade do que deixei ficar
E por segundos ou uma eternidade
Poder de novo te abraçar...

Sou de novo a tua estrela...
O amanhã pode esperar
Porque enquanto estou a sonhar
Nos teus braços para sempre vou estar!


ER

Tuesday, December 27, 2005

Amor




Eu bem tento esquecer mas não consigo,
penso o dia inteiro nesse amor...

quando acordo, eu te desejo...
à hora do almoço também penso em ti
À noite sinto falta do teu beijo,
mas quando chega a hora de dormir...

A saudade... vem e deita-se ao meu lado, no teu lugar
E diz-me que mesmo que eu não queira, vou sempre amar-te...

Eu já tentei esquecer-te, mas não deu....sei lá
Falta sempre alguma coisa, para que mais alguém me possa conquistar...
É que eu comparo cada beijo...com os beijos que me deste
Não dá para sentir outro desejo, pois meu coração ainda é teu...
e ele não tem como te esquecer...


ER

Sunday, December 18, 2005

Sonho de uma noite ao luar




Um barco no mar,
ondas suaves,
a lua a beijar as águas,
estrelas infinitas a sorrir...

Sonho de uma noite ao luar...
O teu olhar a encantar-me,
as tuas mãos a chamarem-me
num convite para amar.

Na resposta do meu olhar,
as estrelas reflectem o seu cintilar,
na minha boca húmida
o sorriso discreto e sensual,
diz o sim para o momento de amor.

Uma melodia mágica,
suavemente nos inebria,
braços entrelaçam-se,
corpos acoplam-se,
bocas unem-se,
no ensejo fascinante
do prazer de amar...


ER

Friday, December 16, 2005

Sinto!





Sinto!

Sinto uma leve e doce brisa no ar nesta noite de Inverno
Uma brisa que me faz voar ao teu encontro neste instante
E que me traz a lembrança constante
do teu sorriso terno.

Sinto nesta noite especial, as estrelas a brilhar
Mais intensamente, claro porque tu estás lá
A fazer parte delas a olhar sempre para cá

Sinto o calor das palavras que escreves e gostas
E leio-as como louca, na esperança
De que com elas, consiga recuperar outra lembrança
porque não sei, infelizmente quando voltas

Sinto a tua voz doce no meu ouvido - falsa sensação
Sinto a tua mão quente no meu rosto - outra ilusão
Sinto os teus braços a abraçarem-me - minha lembrança
Sinto os teus olhos a acariciarem-me - minha esperança

Sinto que mesmo estando ausente,
Tu, continuas presente,
E fazes-me notar, de forma espantada,
Que além de mim também a noite está apaixonada...


ER

Wednesday, December 14, 2005

Entre sonhos




Vou em busca da felicidade
anulando talvez quem sabe,
dentro de mim,
esta enorme e eterna saudade.

Vou emergir do estado de sem vontade
e buscar ali mais adiante,
quem sabe,
a mais rara realidade.

Vou viver a minha profunda necessidade
de encontrar neste vasto mundo
algum coração, quem sabe, sem maldade.

Vou agora, pois o amanhã por vezes,
quem sabe, já foi tarde demais!

Imagino, logo pertenço e sou livre.


ER

Monday, December 12, 2005

Momentos




Estamos sempre envolvidos com tantas coisas.
Parecemos bolinhas de flippers, de um lado para o outro...
Às vezes marcando pontos, outras vezes caindo no buraco.

Enquanto fazemos, esquecemos de ser...
Quando deixamos de ser, o que fazemos perde a força.

Então nos sentimos desanimados porque as coisas
não acontecem da forma e no tempo que desejamos.

Parar para rever prioridades e papéis é sinal de sensatez.
Assim deixamos de ser a bolinha e passamos a
ser o jogador em pleno domínio do jogo.

Eu sou como essa bolinha de flipper, mas estou a tentar abrandar...


Há momentos na vida em que sentes tanto a falta de alguém que gostarias que saísse dos teus sonhos e o pudésses abraçar.

ER